“Equilibre-se,

 

largando as muletas.”

Desde sempre, os cavalos que mais me chamavam atenção eram os mais difíceis, aqueles que poucas pessoas, ou quase nenhuma conseguia montar ou lidar com eles. Eram esses que me interessavam, queria entender por que agiam desta maneira.

Ainda menino, uma égua em especial marcou minha vida e começou a mudar as coisas para mim. Era uma égua chamada Menina, mestiça de puro sangue inglês, pampa de castanho, de temperamento forte e que só o Marcelo, um peão que trabalhava lá, conseguia montar. Todos os dias em que eu ia fazer aulas pedia para montar nela, e a resposta era sempre não. Até que um dia, depois de eu insistir muito, minha professora disse para o meu Pai:
Ele quer montar, pode? Meu pai, na mesma hora disse: Se ele acha que consegue, deixa-o tentar!

Montei e fiz a aula como se já nos conhecêssemos há muito tempo.

 
Desde então, passei a fazer as aulas com ela. A égua, que antes era “bardosa”, “brava” e “quente”, passou a se equilibrar e ficar dócil. Tanto que me ofereceram a égua de presente, mas, infelizmente, não pude ficar com ela. A vida foi seguindo, e continuei montando outros cavalos mais difíceis. E meu pensamento era sempre o mesmo: Como posso fazer com que um cavalo, com a dificuldade, trauma ou medo que tiver, faça o mesmo que todos os outros cavalos fazem, mas sem eu precisar medir força com ele para conseguir? Fui desenvolvendo esta percepção ao longo dos anos.

Numa das minhas leituras, aprendi uma palavra que jamais havia ouvido na vida: Horsemanship. Que nada mais era do que a forma com que nos relacionamos com nossos cavalos, a forma boa de conviver com eles, entendendo seu comportamento e interagindo do modo mais natural possível.

Afinal, descobri na essência do horsemanship, o que inconscientemente queria desenvolver com aqueles cavalos nas aulas.

Esse foi um marco na definição do que eu faria da minha vida. Sabia que era com cavalos, mas a partir dali, soube que o era Horsemanship que definiria o rumo dela.

Desde então, participei de diversos cursos, com profissionais nacionais e internacionais de várias modalidades e até hoje os faço, como forma de reciclagem e aprendizado.

Em 2008, nasceu a Vinícius Moreira Horsemanship e desde então me dedico à auxiliar cavalos e pessoas a interagirem da forma mais natural e harmoniosa possível através de serviços de iniciação de potros (doma), modificação comportamental e reabilitação psicológica, além dos cursos, aulas, consultorias, palestras, demonstrações… (Mais informações sobre serviços clique aqui)

Em 2011, em parceria com a Cabanha La Roa, apresentamos aos nossos clientes um local onde disponibilizamos aulas e cursos para que as pessoas desenvolvam com qualidade a percepção ao interagir com seus cavalos.

Esta é a nossa vida, auxiliar as pessoas a terem experiências melhores e seguras com seus cavalos, seja passeando, competindo, manejando, ou qualquer outra interação entre homens e cavalos, sempre respeitando os animais, as pessoas e suas individualidades.


Parceiros:


Copyright 2015 Horsemanship © | Todos os direitos reservados